ISSN 1516-8530 Versão Impressa
ISSN 2318-0404 Versão Online

Revista Brasileira de Psicoteratia

Submissão Online Revisar Artigo

Rev. bras. psicoter. 2018; 20(3):79-93



Artigo Original

Resultados de um programa de cessação de tabagismo para mulheres com uso de adesivo de reposição de nicotina e terapia cognitivo comportamental em grupo

Results of a smoking cessation program for women using nicotine replacement and group cognitive behavior therapy

Priscila Regina Torres Buenoa; Silvia Maria Cury Ismaeb; Alexandre Biasi Cavalcantic; Lucas Petri Damianid; Felipe Corchse; Marcio Bernikf; Francisco Lotufo-Netog

Resumo

INTRODUÇÃO: O tabagismo feminino atraiu atenção especial devido a um aumento na prevalência de tabagismo. Para entender o fenômeno e criar melhores estratégias de tratamento,este estudo descreveu os esquemas cognitivos de 112 mulheres que procuraram tratamento para parar de fumar, sintomas de depressão e ansiedade e resultados do estudo da terapia cognitiva para o comportamento de cessação do tabagismo. O modelo de terapia de esquemas propõe uma abordagem de avaliação e intervenção baseada na regulação emocional e em esquemas iniciais mal-adaptativos que podem estar envolvidos em comportamentos disfuncionais comuns na dependência de substâncias. A coleta de dados incluiu uma entrevista estruturada sobre padrões de tabagismo e fatores emocionais envolvidos no tabagismo e no processo de cessação.
OBJETIVO: Nosso objetivo foi descrever os resultados de um programa multicêntrico de cessação do tabagismo para mulheres que usam reposição de nicotina e terapia cognitivo-comportamental em grupo e avaliar a relação entre esquemas disfuncionais cognitivos e eficácia do tratamento.
MÉTODO: avaliar os esquemas cognitivos através do Questionário de Esquemas de Young. Os grupos foram conduzidos ao mesmo tempo que os cuidado usual e dirigidos por psicólogos e médicos segundo um protocolo definido.
RESULTADOS: não foram encontradas diferenças na cessação do tabagismo entre os grupos de tratamento,27(51,9%) mulheres do grupo cognitivo-comportamental com reposição de nicotina e 25(48,1%) do grupo de reposição. Nossos resultados evidenciaram os esquemas cognitivos de mulheres que procuraram tratamento para parar de fumar. Também ficou evidente que o tempo total pelo qual o indivíduo havia fumado se correlacionou com menores taxas de possibilidade de cessação.
DISCUSSÃO: A falta de estudos que avaliem os esquemas cognitivos de mulheres fumantes é um ponto forte do estudo. Estudos que avaliem a contribuição para o tabagismo e o impacto na cessação são necessários para melhorar o tratamento.

Descritores: Depressão; Ansiedade; Hábito de Fumar; Terapia Cognitiva; Transtorno por Uso de Tabaco.

Abstract

INTRODUCTION: Female smoking attracted special attention due to an increase in the prevalence of smoking. In order to understand the phenomenon and create better treatment strategies, this study described the cognitive schemas of 112 women seeking treatment to stop smoking, depression and anxiety symptoms and the results of a smoking cessation behavior cognitive therapy study. The schema therapy model proposes an evaluation and intervention approach based on emotional regulation and on early maladaptive schemas that might be involved in dysfunctional behaviors common in substance dependence. The collection of data included a structured interview on smoking patterns and emotional factors involved in smoking and in the process of quitting.
OBJECTIVE: We aimed to describe the results of a multicenter smoking cessation program for women using nicotine replacement and group cognitive behavior therapy with nicotine replacement,and to evaluate the relationship between cognitive dysfunctional schemas and treatment efficacy.
METHOD: to assess the cognitive schemes the Young Schema Questionnaire. The Cognitive Behavioral Therapy groups were conducted at the same time as the medical care and were applied by psychologists and medical doctors according to a defined protocol.
RESULTS: differences in smoking cessation were not found between treatment groups, 27 (51.9%) women of the cognitive behavioral group with nicotine replacement and 25 (48.1%) from the medication group did so. Our results provided evidence that the cognitive schemas of women who sought treatment for quitting smoking.It was also evident that the overall time throughout which the individual had smoked correlated to smaller rates of being able to quit smoking.
DISCUSSION: The lack of studies that assess the cognitive schemas of women smoking is a strong point of this study. Studies that evaluate the contribution for smoking and their impact on cessation are necessary can improve treatment.

Keywords: Depression; Anxiety; Smoking Cessation; Cognitive Therapy; Tobacco Use Disorder.

 

 

-

 

artigo anterior voltar ao topo próximo artigo
     
artigo anterior voltar ao topo próximo artigo