ISSN 1516-8530 Versão Impressa
ISSN 2318-0404 Versão Online

Revista Brasileira de Psicoteratia

Submissão Online Revisar Artigo

A pesquisa para o autor ou co-autor encontrou 2 resultados

Resgatando a resiliência de famílias em crise
Márcia Pettenon
Páginas: 70 - 85

Resumo

É interessante observar como indivíduos e muitas famílias, diante de intempéries da vida, buscam dentro de si recursos outrora desconhecidos para transformar uma crise familiar em oportunidade de crescimento. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi criar um espaço terapêutico que representasse um "espelho"; assim, as três famílias envolvidas no tratamento poderiam visualizar recursos internos para o enfrentamento de suas diferentes crises. MÉTODO: Este estudo de caso clínico foi realizado com três famílias que buscaram atendimento em uma instituição especializada no tratamento familiar. Os pacientes foram tratados de acordo com a abordagem familiar sistêmica integrativa. As sessões familiares foram intercaladas com atendimentos individuais, de acordo com os critérios de avaliação da terapeuta, acordados com os integrantes das famílias. Cada família foi atendida separadamente. RESULTADOS: Durante o estudo com as três famílias, foram identificados e fortalecidos novos padrões de funcionamento. Os períodos de crises foram gradualmente transformados em processo de amadurecimento, de modo que cada integrante pudesse reconhecer suas habilidades e reconstruir uma configuração familiar resiliente. CONCLUSÃO: Os vínculos familiares foram considerados fortes aliados para que as famílias pudessem desenvolver novas habilidades funcionais, transformando os momentos de crises em um processo de fortalecimento das relações.

Descritores: Terapia familiar. Resiliência psicológica. Estresse psicológico. Intervenção na crise.

Uso de substâncias psicoativas e violência
Márcia Pettenon*; Lisia Von Diemen**
Páginas: 252 - 258

Resumo

É interessante observar como indivíduos e muitas famílias, diante de intempéries da vida, buscam dentro de si recursos outrora desconhecidos para transformar uma crise familiar em oportunidade de crescimento. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi criar um espaço terapêutico que representasse um "espelho"; assim, as três famílias envolvidas no tratamento poderiam visualizar recursos internos para o enfrentamento de suas diferentes crises. MÉTODO: Este estudo de caso clínico foi realizado com três famílias que buscaram atendimento em uma instituição especializada no tratamento familiar. Os pacientes foram tratados de acordo com a abordagem familiar sistêmica integrativa. As sessões familiares foram intercaladas com atendimentos individuais, de acordo com os critérios de avaliação da terapeuta, acordados com os integrantes das famílias. Cada família foi atendida separadamente. RESULTADOS: Durante o estudo com as três famílias, foram identificados e fortalecidos novos padrões de funcionamento. Os períodos de crises foram gradualmente transformados em processo de amadurecimento, de modo que cada integrante pudesse reconhecer suas habilidades e reconstruir uma configuração familiar resiliente. CONCLUSÃO: Os vínculos familiares foram considerados fortes aliados para que as famílias pudessem desenvolver novas habilidades funcionais, transformando os momentos de crises em um processo de fortalecimento das relações.

Descritores: Terapia familiar. Resiliência psicológica. Estresse psicológico. Intervenção na crise.